Tony Curtis – One of the last Hollywood Royalty

Nascido Bernard Schwartz, em 3 de junho de 1925, Tony Curtis morreu ontem, quinta feira, em Las Vegas. Dois dias depois do falecimento de Arthur Penn.  Ufa! que semana!
As notícias e as biografias de ambos estão na internet inteira mas entre os textos escritos  no Brasil eu recomendaria os de Luiz Carlos Merten , um dos meus críticos de cabeceira. Aqui sobre o ator e este outro sobre o diretor.

Como sempre digo, não faço posts com necrológio ou elogio fúnebre, nem poderia, falo somente da minha experiência pessoal  com os filmes que vi.

Tony Curtis with Jack Lemmon in Some Like it Hot (1959)

Tony Curtis e Jack Lemmon-Some Like it Hot (1959)

Tony Curtis later revealed he and Marilyn Monroe had a relationship off the set of Some Like It Hot

Fonte: The Guardian

Tony Curtis: An American Prince, biografia

Tony Curtis e sua biografia: An American Prince

Fonte: ABCNEWS Leia mais deste post

Presente da Academia – tesouros da Warner

casablancawb

De 16 de setembro até 12 de dezembro, a Academy of Motion Pictures Arts and Science (que equivale dizer o OSCAR©
mas não só) estará promovendo uma exposição de fotos que inclui, entre outros, Judy Garland, Humphrey Bogart, James Cagney, Bette Davis, Joan Crawford, Errol Flynn, Olivia de Havilland, Audrey Hepburn, Elizabeth Taylor, Marlon Brando, Natalie Wood, Warren Beatty, Vivien Leigh, Steve McQueen, Paul Newman, Barbra Streisand, Robert Redford, Jane Fonda, Keanu Reeves, Brad Pitt, Denzel Washington, Heath Ledger, e a turma do “Harry Potter” . Ou seja, quase tudo do que quase todos… adoram.
Fotografias raríssimas da minha querida Marilyn Monroe e outras idem, de James Dean tanto nos filmes quanto as que ele mesmo tirou quando estava começando uma carreira paralela de fotógrafo.
Oitenta e cinco anos de produção da Warner Brothers que podem ser vistas por todos. E o que é melhor, grátis. Basta estar em Hollywood, for sure.

Você pode conferir aqui:

Na foto acima, Arthur Edeson registra a famosa cena do adeus, no aeroporto. Bogart e Bergman.

via Hollywoodianas