Whaddya got?

Mildred: “What’re you rebelling against, Johnny?”
Johnny:  “Whaddya got?”

Antológico. Lembrei hoje.

Eu volto, tento fazer uma homenagem ao escritor Haroldo Maranhão mas, como sempre, tenho a impressão de que não vou conseguir. Vamos a ‘veire’, ai, ai, ai . O.O

P.S. ” E , juro, falando em cinema: sabe a Denise Richards, ex-entre-tapas-e-beijos-Sra. Charlie Sheen? Pois é, contrariando a ditadura do bom gosto e coisa e tal, eu na minha fase moouito rebelde:-) peguei a segunda metade  de Garotas Selvagens (Wild Things, 1998), com a própria “no auge do pelotaço”.
É filmeco, mas muuuito bem levado, pelo John McNaughton um “thriller” (tem também Matt Dillon, Kevin Bacon, Neve Campbell de “white trash”, Bill Murray (oba! olha só, não disse que vale uma olhada?), Theresa Russel, Robert Wagner e outros menos votados) com um “plot twist”, e um “plot twist”, e um “plot twist”, e um “plot twist”, e um “plot twist”, e um “plot twist”, e um fim, e, nos créditos finais, *outro* “plot twist”, e *mais outro* “plot twist”…  Pipoca pura.
Nada mal pra uma noite fria.” (aí no Rio, claro, Carlos e Julio).

Ainda volto, um dia, com uma lista de filmes analisada pelo meu crítico (de arte/cinema do coração). Socializo, juro.

Presente da Academia – tesouros da Warner

casablancawb

De 16 de setembro até 12 de dezembro, a Academy of Motion Pictures Arts and Science (que equivale dizer o OSCAR©
mas não só) estará promovendo uma exposição de fotos que inclui, entre outros, Judy Garland, Humphrey Bogart, James Cagney, Bette Davis, Joan Crawford, Errol Flynn, Olivia de Havilland, Audrey Hepburn, Elizabeth Taylor, Marlon Brando, Natalie Wood, Warren Beatty, Vivien Leigh, Steve McQueen, Paul Newman, Barbra Streisand, Robert Redford, Jane Fonda, Keanu Reeves, Brad Pitt, Denzel Washington, Heath Ledger, e a turma do “Harry Potter” . Ou seja, quase tudo do que quase todos… adoram.
Fotografias raríssimas da minha querida Marilyn Monroe e outras idem, de James Dean tanto nos filmes quanto as que ele mesmo tirou quando estava começando uma carreira paralela de fotógrafo.
Oitenta e cinco anos de produção da Warner Brothers que podem ser vistas por todos. E o que é melhor, grátis. Basta estar em Hollywood, for sure.

Você pode conferir aqui:

Na foto acima, Arthur Edeson registra a famosa cena do adeus, no aeroporto. Bogart e Bergman.

via Hollywoodianas

NOSSO LAR, o filme

Pessoas queridas,

só entre nós: desculpem mas não estou vindo à internet o tempo suficiente que gostaria. Infelizmente, pois há  notícias e outras coisas que gostaria de dividir com vocês. Meu único receio é que julguem que estou sendo indelicada, sem visitar meus amigos  e sem responder a eles, principalmente os emails. Assim que puder, volto aqui com mais tempo.

Hoje, só vim aqui, acima de tudo por eu gostar de cinema, e tão importante quanto, por eu adorar minha querida Magaly (Magaly Campelo de Magalhães que faz este blog  maravilhoso) .

Então queria registrar e dividir com vocês essas notícias sobre o filme *NOSSO LAR*

Sobre o filme todo mundo já ouviu falar, leu ou falou: ele está realmente “causando”. Direção, efeitos especiais, qualidades que fazem dele um filme para todos, quer acreditem ou não.

O que não sabem, aqui entre nós, de novo,  é que Magaly, está divulgando o filme e tem todas as condições para fazê-lo, com a autoridade não só de uma estudiosa  mas também pelo exemplo de como vive e age.

Me perdoem se eu não sou capaz de ser mais eloquente. Magaly faz isso muuuito melhor do que eu.

Ah, sim! dizem que não é Nosso Lar – o filme. É Nosso Lar – *o* filme. Confiram aqui, onde nós estamos.

=-=-=-=-=

beijos a todos.