Gentlemen Like Alfred Hitchcock Prefer Blondes

São muitas as desvantagens (nem sei se há vantagem alguma) de se manter um blog por dez anos, uma delas é que as datas queridas, lembradas, se repetem, o amor se renova (ou não, claro) e a cada ano fica-se sem saber o que dizer o que falar, o que mostrar o que relembrar. Mas quem sabe sabe. Os que nos conhecem adivinham a que nos leva a  “devoção”.  Nunca esqueço.
Geralmente só se rememoram as datas chamadas  “redondas”, mas isso não é comigo. Se deixo de escrever a respeito é por total incapacidade e não falta de vontade.

Assim, hoje, dia do aniversário de nascimento do bruxo, do mago, do fetrichista, do  KBE  Sir Alfred Joseph Hitchcock (Londres, 13 de Agosto de 1899 — Los Angeles, 29 de Abril de 1980)  eu tenho pouco ou nada a dizer que  já não tenha sido dito.

Por exemplo, vejam aqui em  2007: Happy Birthday,  Alfred Hitchcock.
Ou mesmo aqui, também, em 2009 – : The Hitchcock’s Best Blondes.

Não deixem de ler e notar os poucos mas maravilhosos comentários…;-) Chic alors!

Fico então com o encanto irrecorrível das imagens. E lembrando que  “Gentlemen (like Alfred Hitchcock) Prefer Blondes uh la la – deixo aqui  algumas loiras-fetiches da “coleção Hitch”. As ‘menos votadas’ , tadinhas que não nasceram Grace Kelly, Ingrid Bergman ou mesmo a adorável, e lindíssima, Kim Novak , inexplicavelmente esnobada pelo bruxo, digo, fetichista, perv…ah! digo, mestre. Voilà, as louras do indirect sex appeal, do inner fire e cool surface:-)



Pois é, uma delas, entre essas lindonas, marrravilhosas, aí acima, foi a única atriz a receber um OSCAR® por atuar num filme dele. Engraçado, isso nunca me ocorrera antes… é são as vantagens se ter um blog por 10 anos. pisc*

É isso. Elas… Você sabe…

If we don’t, remember me

Eu estava pensando assim, quem inventou a carta? Não a carta de baralho, que essas a gente sabe, estuda na escola, mas as cartas cartas mesmo, quando foram inventadas, quem primeiro se viu distante um do outro que teve a idéia de  “cobrir” a distancia e ausencia com uma… carta,  ou bilhete,  epístola, misssiva , não é? No Brasil, até onde se sabe  a primeira carta foi a de Pero Vaz e seguem sendo  (ou não são?) insubstituíveis, pelo menos até o aparecimento do telefone…  Pois bem, esse post é sobre palavras (a dita e a escrita) e as imagens, esse fascínio que pega de jeito gente como eu.

Então, tão: já não é mais novidade para ninguém, e eu corro o risco de ser a última da classe… mas, com dizem os nossos irmãos do outro lado do oceano,  mais vale tarde que mais tarde e aqui está minha homenagem  e agradecimento ao moço (meu companheiro de Tumblr) do blog IWDRM,  que é campeão absoluto no quesito, luxo, riqueza e poder:-)  Estou encantada, um amor de perdição, pelas GIF‘s! Este post foi adiado desde dezembro do ano passado e acho que jamais o publicaria pois cismei que as gifs não funcionavam (perdiam o sutil movimento) no WordPress. (bem, eu ainda não sei, me digam, vocês). Burrinha, eu. Obrigada, Cat Miron.

Voilà: algumas gifs, todas de amados meus, incluindo ele, o mais poderoso, que faz aniversário no dia 31, ai, Jesus, apaga a luz! o meu Clint, ô lá em casa!…

“Hi, Lloyd. Little slow tonight, isn’t it?”

The Shining – (O Iluminado, 1980) – meu filme ‘tenebroso’ preferido. Jack Nicholson, adorado. Um Kubrick perfeito que a gente vê de olhos bem… fechados, lembram? ♦ ♦ ♦ Ela.  Mais linda, rycah e phynah impossível! Kim Novak:

kim novak

“Only one is a wanderer. Two together are always going somewhere”. Vertigo (Um corpo que cai), Hitchcock, 1958.

♦ ♦ ♦ OMG!

clint rulz: the good the bad the ugly

“Every gun makes its own tune.” (The good, the bad and the beautiful, Três homens em conflito, 1966

♦ ♦ ♦

Mas nem só de GIF’s vive a nossa atual fantasia. Também há lugar para as imagens digamos, tradicionais (JPG). Leia mais deste post

The Hitchcock’s Best Blonde…(*)

E pra você?

E pra você?

O.K, OK, se vc lê o Sub Rosa desde o tempo em que o arco-íris (hífen?) era em branco e preto sabe que eu, pobre criatura sem idéias, contaminada irreversivelmente pelo Bacilo de Hitchcock ,  já escrevi tudo o que podia e já inventei os quizzes mais bobos e gostosinhos, modéstia às favas.

Ontem, isto é,  hoje, depois de pensar, pensar… não achei mesmo nada que já não tenha dito e/ ou republicado de alguém importante como Cabrera Infante por ex.  e resolvi perguntar ( se alguém quiser responder, fico feliz): Qual a louraça “mais mais“, a *big* and best blonde  do  Gênio (ah, vai ele era djenial) tarado por louras.
Há quem prefira Kim Novak, Tippi Hedren, Ingrid Bergman, Eve Marie Saint, Janet Leigh, até aquelas inglesas esquisitíssimas mas muito interrrrresssssantes…:-)

Eu a-m-o os filmes menores ou praticamente desconhecidos do cara. Por exemplo, O Homem Errado – The Wrong (tem loira) ou então o djenhialíssimo FRENZY, que também tem lá suas loiras .

Mas, tenho que dizer, pra mim é – É –  a Grace Kelly, que não devia ter feito outra coisa na vida a não ser ser dirigida por ele. (E olhem que eu amo a Kim Novak).

Mas especialmente nesse filme…hmmm,  eu acho que deve ser o vestido :-)  e ela ainda ter encomendado o jantar, sacumé, né?;)

Mas olha só nessa foto a  attittuddi!

E você?  acha  que  *A* big loira – cf.  Dorothy Parker, é quem  messm..?

Beijos.

Ah obrigada por vcs dois/duas ou três, estarem comentando, como eu já disse assim que puder, venho e respondo tudíssimo.

Nota:Se quiserem, leiam aqui, no meu site,  o belo ensaio de Davi Arrigucci Jr.  inspirado por Cain , alias, Cabrera Infante.

==

(*) Thx, C.