O aniversário do Rei, ainda

elvis king creole

Vem cá eu esqueci o dia do aniversário de Elvis? Logo ele que, como eu,  não morreu?

Bem, esquecer não esqueci- eu estava no estaleiro -, mas sempre é tempo de lembrar, afinal as comemorações dos 75 anos continuam.

Olhem aqui, matéria do Marcio Ferrari.

Bem, então esta é a minha homenagem (pífia, eu sei) para o Rei: Na foto, ele, autografando, e os fãs nas locações de seu filme (ou melhor, de Michael Curtiz) – veja tudo aqui e muito mais aqui) King Creole,  1958. Elvis lindão e já servindo  o Exército (?) americano.

Algumas curiosidades a respeito [bem este é um *pspqg*. Ou seja, só para quem gosta:-). E eu curti muito fazer este post.]:

*uma das partners de Elvis, Dolores Hart, não é que virou freira??!!! (sabia dessa, Carlos Eduardo?) e é a única freira que tem direito a voto, no  Oscar ©.

* o filme tem um encanto particular para mim: nele, atua o unsung Walther Mattau, (não,  não que eu seja da época dele hohoho, mas adoro). Amo os filmes dele, todos, mas especialmente os que fez com Jack Lemmon, aliás um dos meus filmes preferidos, depuis toujours, é o The Odd Couple, quem não viu não sabe o que está perdendo, é uma lacuna im-per-do-á-vel na biografia de qualquer cinéfilo hohoho, de novo. Corra, corra para a locadora., e depois me diga. Dipressa:-)

* ah! e sabia que no filme, originalmente, o papel de Danny Fisher era para James Dean? E que seria um boxeador, e quando o Elvis *levou* o papel, o personagem virou cantor?

* este filme é considerado por muuuita gente boa, o melhor filme de Elvis. E a trilha sonora, uma das melhores, também

Pois é, e tem mais:-), mas isso eu vou deixar que você descubra se é você é um dos qg.

Sobre sub rosa
The most of all things and persons in the entire world drives me *flabbergasted". That includes me.

15 Responses to O aniversário do Rei, ainda

  1. Rose disse:

    Elvis foi o primeiro fenômeno “jovem”, da sociedade de massas.
    E, antes das massas juveliníssimas, havia massa?

    No cinema , houve Rodofo Valentino, q era jovem, e, já nas massas. OU não? Era homem, mas não, jovem.

    ( a palavra massa é chata, né?)

  2. tereza disse:

    Ah, que delícia de post! Eu sou uma das qg.
    Gosto muito do Elvis pré-exército.E dos filmes dele que eu vi, o único que eu gostei foi King Creole.Que não estava na sessão da tarde da Rede Globo:)
    beijos.

    • sub rosa disse:

      Ah! maravilha: mais uma fã e um dos meus ídolos. Já vi que vc conhece o assunto. Eu não sei muito essa divisão. Por exemplo queria saber de que época é uma música que adoro: FEVER.
      Volte mais vezes, cara Tereza. Um prazer.
      bjs

  3. rose disse:

    Meg, troquei as letras…

    Ju – ve- ní-li- ma – é o certo

  4. denise rangel disse:

    Meg,
    Eu amo o Elvis, assistia aos filmes repetidas vezes. Homenagem merecida para um imortal, né não?
    beijo, menina

    • sub rosa disse:

      Eu também, eu também, Dêzinha. Lembra de Feitiço Havaiano?
      E, olhe, certemente, exageros à parte, Elvis está na história do rock. E, de quebra, da música pop.
      bjs, menina:-) imitando vc.

  5. Meg, dear.
    Do Elvis, só sei uma coisa (e mal): é tocar “Can’t help falling in love whit you” no meu sofrido e sofrível violão.

    É um caso sério de ignorância pop, dentre as tantas que eu vou combatendo por aqui…

    Bejos dear.
    Boa semana.

    • sub rosa disse:

      Ahá!, pois saiba que já sabe o bastante para intimidade com o Rei;-)
      violão, é? mais um talento que descubro, doutorinha.
      beijos, querida

  6. Tereza disse:

    Meg, sempre leio o seu blog.Comento raramente.Acho que a última vez que comentei foi no post sobre o Bandeira.Nele deixei um poema para você, mas faz muito tempo.
    Fever é de 1956, início da carreira do Elvis.Eu não sabia, pesquisei no Google para você:)
    Para mim o melhor dele (músicas e filmes) é de 1956-1958. Depois ele foi domesticado, bem ao gosto da classe média americana (estadunidense?).Mas no final da carreira eu acho que ele gravou algumas músicas interessantes.
    Beijos.

  7. sub rosa disse:

    Aaaaaahhh! Você é ela, quero dizer vc é a querida, a encantadora Tereza que deixou aquele rico commentário???!!!!
    Puxa, que alegria! Fui procurar e encontrei, imagine, nunca esqueci!
    Um beijo.
    Repito: venha sempre, dê sugestões, be my guest, a casa é sua,
    Veja só:
    https://flabbergasted2.wordpress.com/2008/07/11/alumbramentos-erotismo-e-misticismo-em-manuel-bandeira/#comments

  8. Helga disse:

    Querida, o aniversário de nascimento do Elvis é 08 de janeiro de 1.935 e o de morte, 16 de agosto de 1.977.
    Você achou que que tinha esquecido qual em julho???
    Sou fã doente (viúva) dele, e já fui a Memphis conhecer a magia e a mística da vida dele em Graceland.
    beijão

  9. sub rosa disse:

    Uau! uau! uau!
    Helga, estou verde inveja – da boa, da ótima, claro.
    Helga, faça desse blog a sua casa. Se pudesse levava vc para minha casa e tratava vc à água, nectar e pão de -ló!
    Estou tão baratinada que nem sei o que dizer pra quem já esteve em Graceland, sucursal do Paraíso.
    Agora, justiça se faça,errei, sim! sinto que a esclerose me ronda querendo dominar meu corpitcho e minha mentchi:-).
    Sabe o que foi que causou este erro-imperdoável e injustificável? snniiif!
    Eu passei quase um ano sem vir ao blog: não registrei o aniversário de nenhum dos meus ídolos até o dia em qu voltei em JULHO e fiz post só pro Clint Eastwood, que é outro dos santos de meu altar. E aí, me liguei só no ano – 1935- do nascimento. Errei totalmente – no meu esquecimento e confusão – Coisa que big fan não pode fazer- o mes do nascimento.
    (Dia da morte eu fico quieta e não falo nada.)
    -=-=-=
    Pois é !vc tem toda razão! Aliás, eu vou juro, já já me ajoelhar no milho. E nem devia ficar de falatório, não acha?
    bjs, Helga… e não refresca:-)

    • Helga disse:

      Meg querida, você é uma fofa!
      Eu também fico quietinha no aniversário da morte dele, foi um dos dias mais tristes de minha vida.
      Não precisa ajoelhar no milho não, tenho certeza de que ele é seu fã e já te perdoou.
      Beijos mil

%d blogueiros gostam disto: