RIMANCETE

RIMANCETE

À dona de seu encanto,
à bem-amada pudica,
Por quem se desvela tanto,
Por quem tanto se dedica,
Olhos lavados em pranto,
O seu amante suplica:

-O que me darás, donzela,
Por preço do meu amor?
Dou-te os meus olhos (disse ela),
Os meus olhos sem senhor…
– Ai não me fales assim!
Que uma esperança tão bela
Nunca será para mim!
O que me darás, donzela,
Por preço do meu amor?
Dou-te meus lábios (disse ela),
Os meus lábios sem senhor…
– Ai não me enganes assim,
Sonho meu! Coisa tão bela
Nunca será para mim!
O que me darás, donzela,
Por preço de meu amor?
-__ Dou te as minhas mãos (disse ela),
As minhas mãos sem senhor
– Não me escarneças assim!
Bem sei que prenda tão bela
Nunca será para mim!
O que me darás, donzela,
Por preço de meu amor?
Dou-te os meus peitos (disse ela),
Os meus peitos sem senhor…
– Não me tortures assim!
Mentes! Dádiva tão bela
Nunca será para mim!
O que me darás, donzela,
Por preço de meu amor?
Minha rosa e minha vida…
Que por perdê-la perdida,
Me desfaleço de dor…
– Não me enlouqueças assim,
Vida minha! Flor tão bela
Nunca será para mim!
O que me darás, donzela?…
Deixas-me triste e sombria,
Cismo… Não atino o quê…
Dava-te quando podia…
Que queres mais que te dê?

Responde o moço destarte:
– Teu pensamento quero eu!
Isso não… não posso dar-te…
Que há muito tempo ele é teu…

MANUEL BANDEIRA. Ritmo Dissoluto.In: BANDEIRA. Manuel Carneiro de Souza BANDEIRA Filho) *Estrela da Vida Inteira *; poesias reunidas e poemas traduzidos). Introdução de Gilda e Antônio Cândido. Estudos de Otto Maria Carpeaux. Edição Comemorativa do Centenário de Nascimento do Bardo (1886-1986). Rio de Janeiro, José Olympio Editora, 1986 .

img src

Sobre sub rosa
The most of all things and persons in the entire world drives me *flabbergasted". That includes me.

7 Responses to RIMANCETE

  1. Bandeira rules!!!

  2. sub rosa disse:

    É uma das melhores concepções de Bandeira, inspirado pelos poemas de Dante Alighieri, em sua obra “Vita Nuova”.
    É muito conhecido, ou como diria alguém rirreverente, muito manjado, mas sempre vale a pena satisfazer um gosto:-)
    beijos, doutorinha.
    Vou viajar um tiquinho e volto logo.

  3. magaly disse:

    A lìrica romântica trovadoresca no verbo de um poeta considerado modernista.
    Deve ter a ver com o trovadorismo português. Nunca li nenhum estudo a respeito. Falha minha.

    • sub rosa disse:

      Deve ter sido o Afonso Romano deSant’Ana, não foi?

      Não conheço nenhum trabalho de crítico os scholar, mas este Rimancete é parente próximo não só do trovadorismo portugues, mas de toda uma linhagem “troubadors”:

      http://en.wikipedia.org/wiki/Troubadour

      beijos, querida. A falha não é sua, mas dos críticos.

  4. Menino arrisquei uns versos. Meu pai, professor versado em didática moderna, esculhambou-me. Estavam uma porcaria, que fosse ler poesia. E então descobri Bandeira, pra sempre.
    Beijo

  5. sub rosa disse:

    Grande Pai!
    Geralmente hesitam em “magoar” um filho que está, quase sempre *magoando* a métrica, ou o texto.
    Aposto como vc não desistiu e aí descobriu Bandeira, o poeta preferido de muita gente boa que conheço e que de modo nenhum era um poeta *menor* como ele próprio se chamava.
    Um beijo e mostre seus poemas, certo?

%d blogueiros gostam disto: