Presentes galore: Caetano in progress e Marc Chagall

.

Sinceramente, queridos,  peço desculpas pelo post , ruim demais para um conteúdo maravilhoso.
Mas, como eu já notei que meus leitores diminuíram terrivelmente ( o que que se vai fazer? tudo bem… mentira, tudo mal, seus batráquios magros e ingratos pisc*** ) então os 4 ou 5 remanescentes vão me perdoar.

A picture, claro é  O Aniversário; de Marc Chagall, e está sendo postado, exatamente no dia do aniversário de … (Vitebsk, Bielorrússia, 7 de julho de 1887 — Saint-Paul-de-Vence, França, 28 de março de 1985) Marc Chagall, ora…
Prometo  – talvez – amanhã , falar um pouco sobre ele, o que acho desnecessário.

♣ ♣ ♣ ♣ ♣

A outra parte do post é um dos presentes que recebi. Este é o de meu Amigo maravilhosíssimo, de *ages* e que me mandou há cerca de  dez dias.
Vi, revi, ouvi, distribuí para amigos, mas não coloquei no blog, que era onde deveria ficar. Eu tinha dúvidas atrozes.
Ou seja: Caetano Veloso (eu achava que alguém estava fazendo por ele, podem verificar os tempos verbais) estava ao mesmo tempo fazendo uma tournée européia, Depois no Rio de Janeiro,  fazendo uma série de shows  e escrevendo um supersupersuperblog chamados OBRA EM PROGRESSO.
O Fausto ainda me perguntou dias depois, e aí, Meg, você leu o que te mandei? e agora respondo: Se li? Imagine se eu deixaria de ler algo que você, o melhor repórter, quem sabe, sabe!;-)) o jornalista sempre o primeiro a saber de tudo – iria me mandar?
Apenas, o estranhamento passou e foi resolvido. Minha intuição, modéstias às favas, ainda está pelo meio, não acabou de vez:_0) . A bem da verdade não é intuição: é uma lição -para mim mesma, que fique bem claro -:  Todo blog deve ser lido ou pelo menos visto  desde o primeiro post.
Mas confesso que fiquei absolutamente fascinada com a homenagem/CAJUÍNA/lágrima nordestina a VIOLETA ARRAES. (***) Ela merece!

Hermano Vianna, (sim, ele mesmo, o antropólogo) autor do  livro imprescindível sobre música popular que é O Mistério do Samba, da Ed. Jorge Zahar  dá a resposta aqui:
Obra em progresso também no mundo digital”

Em tempo  1- o blog começou em junho, mês do meu aniversário, é claro.;-)

Em tempo  2-  Como se fazia antes (usava-se fazer) aquela seção:” Correspondência eletrônica confidencial”

Fausto Rêgo to me
Jun 27 (10 days ago) Reply
Querida

Começo  [….]. Mas hoje mesmo – veja a coincidência – estive de passagem no SubRosa, e estranhei que não houvesse posts recentes. […]

[…] Mando daqui as minhas melhores energias e o meu carinho.

Deixo como alento uma dica para passar horas de olhos e ouvidos bem abertos e coração alegre. Visite www.obraemprogresso.com.br e acompanhe o que um certo baiano anda fazendo. E lhe dou duas referências mais diretas que falam por si:

http://www.obraemprogresso.com.br/?p=49
http://www.obraemprogresso.com.br/?p=24

Fique muito bem. E volte logo.
Um beijo,
Fausto Rêgo
::gentileza::gera::gentileza::
.:.
Unite against human rights abuse in the ‘war on terror’
http://www.unsubscribe-me.org
Amnesty International
.:.
Esse Fausto não é um amor?  Imagina se…;-) Esses é que são os verdadeiros prêmios da nossa vida.
=-=-=-=-=-=-

Obrigada, Fausto. Sempre. A você , à diretora, às meninas felinas e nossa querida chefe de Cast, do grande elenco;-)
Crianças, perdoem-me.  Foi o máximo  e menos pior que consegui fazer.
Agora, se quiserem e puderem, cantem, sem nenhuma vergonha ou embaraço. Ela merece. E quem não gostar…já sabe….;-)))

Sobre sub rosa
The most of all things and persons in the entire world drives me *flabbergasted". That includes me.

12 Responses to Presentes galore: Caetano in progress e Marc Chagall

  1. profa red disse:

    Caetano Veloso e Marc Chagall são tudo na minha vida. Tudo, nada mais importa.
    Então, o post é tudo.
    Beijos
    Rose MP
    =-=-=-=-=
    Rose: vou fazer uma brincadeira com você: E-XA-GE-RA-DA!
    bj

  2. profa red disse:

    Meg, não acho que o texto seja do Caetano, não é o jeito de ele escrever. Mas os vídeos valem .

    =-=-=-=
    Em geral alguém atualiza o blog, o Hermano Vianna supervisiona . Os textos assinados, (como esse da Violeta Arraes) são, claro, do Caetano e os vídeos são novos, são dele mostrando uma música ainda inédita e ainda, algumas vezes inacabada.

  3. Cristina Ribeiro disse:

    Caetano!… Foi com ele, e com o Chico, que cheguei, através dos meus irmãos mais velhos, à MPB _ só depois conheci João Gilberto, Tom Jobim, Vinicius, Elis Regina e, claro está, Bethânia, Fiquei cliente para sempre…
    Beijinho, Meg

    ====
    E fique que está no bom caminho.

    TOM JOBIM é rei!

    Olhe estão mantidas as promessas do poeta e das músicas.

    Final de semana.
    Beijinho, querida

  4. aninhapontes disse:

    E vamos cantar sim cantar faz bem à alma, rejuvenesce, e coloca todos os demônios para fora.
    Beijos bonita.
    Fica bem querida.

    ======
    Oi, Aninha querida já passei por lá e deixei comment.
    Vc tem razão. Cantar, cantar, cantar….

    Fique bem, também, linda.
    Beijos, muitos

  5. Caê…
    Confesso que até um dia desses, achava que ele era só um irmão da Bethânia.
    Mas depois, me dei a escutar com calma e vi como eu estava sendo horrivelmente injusta…
    Agora eu sei que Caetano rules!!!!

    bj, meguita.

    E vê se para de falsa modéstia: o post está ótimo!!!!

    =-=-=
    Marilia, minha queridíssima, vamos lá:
    Eu não vou comentar o seu comentário, porque acho que vc está fazendo sua revisão da música, deve ser novinha, e é assim mesmo que a banda toca, hojem em dia –nowadays, for sure: a gente acha, então é.
    Eu como tenho 719 anos, recém-completados, sou do tempo em que a gente perguntava primerio depois atirava;-))))
    Ou seja, a gente achava que já havia mundo quando a gente chegava nele. ;-)
    Mas também se cometeram muitas injustiças.

    Então receba meus Parabéns. Caetano foi muito importante , “criou um movimento, orientou o carnaval”. Hoje, praticamente, não me interessa muito. Prefiro , de verdade, saber quem foi Chico Science, por exemplo. Shame on me, eu não sei.
    Mas o bom disso é que o mundo não pára, o tempo não pára.
    Caetano doesn’t rules anymore, para mim, mas já está na história da música brasileira.
    CAETANO É PARA SEMPRE! Em valor e importância.
    E-xa-ta-men-te como o Chico Buarque. Vc tem visto alguma coisa boa do Chico nesses últimos anos?
    =-=-=-=
    Agora, flor da minha ilha, eu não sou modesta, aliás modéstia existe????:-)
    Então, querida, sei que você me disse como um carinho, mas olhe, é assim que ao blogar se estraga um post. Eu disse verdadeiramente que o post está ruim.

    Havia muito a dizer sobre o que mais trouxe à baila esse blog caetanístico que nasceu logo ao final do Show OBRA EM PROGRESSO – você deve ter ouvido falar, que foi um show maravilhoso.
    Passado para o formato e para o campo digital, veja como tudo mudou:
    Aqui se tem a oportunidade de ver para além do show:
    Aqui se vê e reflete sobre uma obra inacabada, o processo de criação, a obra aberta (talvez) .
    Aqui ele pode falar sobre Cuba, contra Fidel, falar sobre Barack Obama etc…
    O resto é pura provocação. Aliás Provocação é o nome do meio do Caetano e eu adorei essa do Feitiço da Vila ser racista.
    Veja e morra de rir….
    Mas é claaaaaaro que é, as músicas eram racistas, eram discriminatórias, eram machistas, ixe, oxe, como eram machistas!
    (um grande sucesso do GRANDE Germano Matias – que quem se dedica a música tem obrigação de conhecer – diz assim:

    Olhei pra ela e disse: vá já para cozinha
    dei um murro nela e joguei ela dentro da pia
    Breque: Quem foi que disse que essa nega não cabia?”

    Afff!
    =-
    E do próprio Noel há montes de músicas racistas e discriminatórias, por extensão (basta ler a biografia dele escrita pelo JOÃO MÁXIMO e pelo Didier : falando em bater em mulher ; *não* bater em mulher, pois sei que gostas de apanhar; N’O samba nas regras da arte: Quem dá mais (quem conhece música, sabe) ele fala claramente na usura do judeu.

    Ó tempora. ó mores.
    Claro que Caetano tem razão.

    Ah! e também vale muito conhecer a polêmica entre Noel e Wilson Batista. Fora do contexto, muito pouco vai se entender.
    Basta dizer que Noel que tinha um defeito congênito no rosto, retirou-se da polêmica por ser chamado Frankenstein…!!!!!!!!
    E aí, havia racismo, discriminação ou não?

    A análise do Caetano é perfeita. Tinhorão entra ali, incidentally!
    Mas isso não é nada: sem a perspectiva histórica- o GRANDE REFERENCIAL- tudo fica sem sentido.

    =-=-=
    Um beijo e muito obrigada, se com o afeto que vc sempre demonstrou, você não se importou que eu falasse aqui porque o post é ruim.
    Tá bem?
    Um centilhão de beijos
    Meguita

  6. Ah, só não vou poder ver os vídeos, pq tou sem net no hotel (na verdade, me mudei para uma pensão de freiras). E no trabalho, o youtube é bloqueado…
    ;)

    ====
    Lan House???? Urgente!
    Ah! sem os vídeos, aí é que não dá nem pra saída… tente.
    E olhe, isso de endereço é fogo, me mande quando tiver o definitivo, OK?

    beijocas
    M

  7. Ateu Dispor disse:

    Sabe que um cacoete chato que tenho é de sempre trocar o nome do Chagall pelo do Lasar Segall e vice-versa? Sempre titubeio quando entram em alguma conversa.

    Agora, para gostar ou odiar mesmo o Caetano, só ouvindo e tentando decifrar o Araçá Azul – para mim foi um divisor de águas, daí em diante não tive como não gostar da obra dele.

    Pocalunki

    =-=-=-
    hahahaha,
    Ah eu tenho isso com os italianos, Tintoretto e Ticiano por ex… aliás tenho com muitos, não sei quem é quem.

    Mas o Segall você não pode fazer isso, pois ele é seu compnheiro: desenho, gravura, veio pro Brasil… essas coisas que só vocês sabem.

    Ateuzinho, se está falando a verdade e não brincando – bom eu acho que não está brincando sendo músico como você é:
    Eu considero esta uma das afirmações mais importantes a respeito do caetano.

    Araçá Azul é tudo!.
    É a revolução de Smetak. É se tyornar digno do Hermeto.

    Mas eu já gostava antes. Passei a gostar mais. Ali é arte pura.
    E os temas já eram fortes.
    Beijo.

  8. marie tourvel disse:

    Ah, precisa gostar do Baiano Meloso (by Ruy) para gostar do sub? Não, né? Ufa, ainda bem. Megleen, Megleen… quero sua opinião num post que escrevi nesses dias. O post chama-se “Blogando seriamente” (às vezes posso ser séria hahaha). E só para variar, adoro vir a este espaço. Beijos, querida.

    =-=-=-=-=-=-=
    Marie, Marie, aqui não precisa gostar de nada, nem não gostar. Não precisa nem gostar da dona;-))

    E depois como todos sabem,eu não gosto nem do Meloso nem do outro atingido escatologicamente pelo nosso Gu(y)ava Man;-)

    Todos sabem que só gosto da Rosana: Como uma deeeeeeeeeeusaaaaaa e do Odair José,
    e sou doida demais pelo Lindomar;-). Doida, muito doidiaa;-)

    Tá me desconhecendo, amiga?;-)

    beijos.

    P.S
    Vou ver, embora considere gentileza da sua parte: tanto porque vc escreve bem, quanto porque há pessoas bem mais qualificadas.
    Mas, irei, é uma honra.

  9. O Réprobo disse:

    E depois eu é que sou rápido, ó Meg Lucky Luke, sempre disparando mais depressa que esta Sua sombra que vou sendo! Também tinha pensado postar sobre o Chagall, e agora estou para as sobras!
    Beijinho, Querida Amiga

    =-=-=-=
    Querido Amigo;
    É como dizem aqui no Brasil, afobados ou apressados comem cru;-)

    Então eu só fiz a referência. Você faz a homenagem. E fiz porque uma nobre e querida amiga, que sabe que eu jamais saberia ou lembraria, mandou email avisando.
    É isso, como diria Shakespeare, (antes de dizer “readiness is all), ele falou, ter fontes é tudo
    ;-)))))
    Beeeeeijos. E saba que vc sempre é o primeiríssimo. Hohoho

  10. Meg, dear.
    O endereço que eu te mandei é do trabalho…
    Não tenho nenhuma perspectiva de morar numa casa ainda esse ano!!
    Vou mesmo virar assídua freqüentadora de lan houses até resolver a questão da net…

    A minha questão com o Caetano é que, naturalmente, comecei do mais novo pra o mais antigo. Então só fui entender o lance do movimento e da tropicália depois que virei colecionadora de lps. Então a música do Caetano de então – que é de quem eu estou falando – é que rules na minha radiola!!!

    Quanto ao Chico, bem… ele mudou, é verdade! Mas sou passional demais pra fazer uma análise menos … passional!!

    Em relação ao post, bem… Ele pode até não ter tudo que você pretendia, mas já dá um bom caminho pra quem tiver a fim de descobrir…
    Então já tá valendo muito!
    E só de você aqui de volta – já tá ótimo.
    Perdoe o jeito desengonçado da recém ex adolescente!
    ==
    Beijos, dear

    ===

    Uau!!!!!!! O quêêêê??????!!!!!!!!
    Você coleciona LPs? Jura? De verdade?
    Ai, ai, ai,ai! vc está me saindo uma personagem de Alice in….

    Nossa,
    Sweetie: não foi à toa que meu olho bateu em você, quando vc veio aqui pela primeira vez e eu disse: Essa é semente de geninha: Se é que é, então é uma ex-anjolescente que dá gosto, te adoro, babe.

    Olhe, venho depois responder uma coisinha.
    Me conte, me conte essa história de colecionadora de LPs.

    E, claro você tem razão…
    Comigo aconteceu assim também, só depois de casada é que vim me tornar roqueira, sabia?
    Imagine que só vim a conhecer (ora, conhecer, ….são poucos os que conhecem, é que vim tomar contato com a obra de Bob Dylan – uau!, não me perdoo, porque não me fizeram conhecer TOM WAITS, meu rei, Lou Reed, e a maior banda de todos tempos que como todos sabem, fale aí Ateu Dizzpor, Led Zeppelin.

    Viocê tá vendo Marilia, como são as coisas, as pessoas dizem, ou diziam, que a caixa de comentários do Sub Rosa era tavez a coisa mais interessante do blog:
    Pelo diálogo que se travava e não só pelo fato de que às vezes há respostas tão burocráricas não é?
    Eu pensei muito antes de responder…Poderia parecer estar sendo indelicada..mas arrisquei.
    Quem se surpreendeu foi eu.
    Menina.. vc está no gibi;-)
    Coleciona Lp????? OMG!
    beijos
    M.

    P.S:
    1- Bom saber que o end é do trampo.
    2- Bela resposta quanto ao Chico.;-) Ele ficaria feliz. Estou certa disso.
    3- É nessa caixa de comentário que eu APRENDO. Não importa a quantidade. A qualidade dos que comentam é garantida.
    ;-)
    Muitos beijos, chérie.

  11. Pois é, Meg. Eu coleciono LPs… Ainda é uma coleção meio capenga, cerca de duzentos, a maioria de MPB, alguns de Beatles, chorinho, frevos antigos, trilhas sonoras de filmes e também algumas “bizarrices”: tem um do Wando, por exemplo… (É que algumas pessoas, sabendo que eu tava colecionando, acharam por bem doar os seus próprios LPs, como uma maneira de dar um destino mais digno a eles hehehe)
    Quando comecei a trabalhar, há um ano e pouco, resolvi me dar uma coisa diferente. Aí comecei a procurar uma radiola pra comprar – o que também não foi fácil, pq a grana era curta e a maioria das radiolas que eu achava era cara demais pros meus padrões…
    Acabei trocando meu som com a radiola da minha vó!
    A partir daí comecei a andar pelos sebos de Recife e a encontrar raridades por preços bem em conta: tenho o disco número um do Chico, adquirido por módico um real!!!
    O Rubber soul, de Beatles, a mesma coisa, um real!!
    Até trouxe a coleção aqui pra Petrolina, com radiola e tudo, mas, infelizmente, no lugar onde eu estou agora não cabe, e eu vou ter de levar pra casa dos meus pais.
    Mas vou continuar colecionando e estudando sobre as histórias das músicas/discos pra melhorar a qualidade da coleção…

    ++

    A sua caixa de comentário é um espetáculo à parte, mesmo.
    E, bem da verdade, eu já vinha aqui antes de comentar, só pra ficar bisbilhotando o blog e os comentário…

    ++

    Beijos e beijos, dear…

  12. gugala disse:

    ADORO Chagall!!
    bj

    =-=-=-=-=
    Eu também.
    bj

%d blogueiros gostam disto: