MEME. MEMÉTICA. MESMERIZANTE HISTÓRIA

(sinceramente, sou péssima em título, mas neste me superei: é ho-ro-ro-so!):o(

Queridos todos todíssimos.
É, claro que não é por eu estar na própria presença de meu próprio (jawbreaker intencional) blog, mas é fato inquestionável que – como diria o Chico, aaaai!!: Foi bonita festa, pá! Há coisas que nem que a gente queira, sorry, pode negar hohoho.
Então, a todos, muito, muito obrigada, e vamos partir para a vida : the show must go on
Bem, os *memes*. Que que são mesmo, os *memes*? Richard Dawkins em The selfish Gene teorizou sobre a Memética e isto está espalhado na Internet. A questão é que alguns memes não são ricos, fortes e ‘dignos’ -sim! vocês vêem a série HEROES? – pois deviam;-) eu falei num post PODER E EXCLUSÃO (que eu que não vou linkar a mim mesma) a questão do poder genético, os genes basicamente são e *DEVEM* ser “preconceituosos” – “sort of” – Biologia é assim mesmo, lembram de ESPARTA, a cidade grega, de Licurgo? -pois então – então, dignos no sentido de valiosos para (de) serem *replicados* ;-). Assim, na blogosfera: à proliferação avassaladora dos memes, seguiu-se, naturalmente o desinterese. Entretanto, de acordo com a vontade, o desejo e o gosto do freguês, alguns *memes* são maravilhosos. Daí o título do post que se deve a um meme que eu adorei. Está lá na iluminada Luma pessoa que, pelo menos , falando por mim, é uma hábil e gentil blogbióloga: cuida para que não passemos por situações ameaçadoras, adverte-me a respeito de coisas perigosas. E eu que não tenho vocação para ser – agora nem nunca mais – A donzel in distress…
Pois bem, voltando ao meme da Luma que eu adorei: “…republicar um texto que eu tenha gostado, de minha própria autoria, podendo atualizá-lo, se necessário. A tarefa passará para outros 5 blogueiros.”
Isso de *minha pópria autoria*, ficou muito jóia;-)). O que as pessoas não percebem – e por isso se chateiam;-) eu, claro era uma que me chateva- hoje não, hoje estou maravilhosa, como na veeeelha piada – era com esse negócio de passar para 5, 15, *n* blogueiros. Ora, mas esta é que a função do meme. Se não repassar, blow it! Dammit! Afinal nem sempre de um intercourse resulta um baby, certo? ;-) A gente designa os 5 blogs, agora se eles vão continuar ou não, blew it up! mas uma coisa é certa, se formos ficar premiando e sendo premiados, passando memes, já não faremos mais nada em termos de blog. Isso eu acho. Perdoem-me. Então, amanhã eu volto para reponde r com inefpável prazer ao meme da luna, mesmo porque eu só devo ter um ou dois posts “de minha própria autoria”. É ou gato ou gata”;-)

Sobre sub rosa
The most of all things and persons in the entire world drives me *flabbergasted". That includes me.

2 Responses to MEME. MEMÉTICA. MESMERIZANTE HISTÓRIA

  1. Meg, querida,
    Com certeza ainda não conhecia a Mônica Salmaso em 2002. Ela é hoje uma de minhas cantoras preferidas. Serviu para mostrar-me o quanto você é antenada. Só fez aumentar minha admiração por Meg Bee. Desculpe-me enviar esse elogio escancarado, assim nas vistas de todo mundo. Sei que você, pessoa modesta, se constrange com ele, mas não resisti.
    Grande beijo

  2. Pois é, não é , Lord?

    Agora o título nobiliárquico ou a comenda da Ordem do Imperio Britânico, que eu – não por estar na minha própria presença e na sua – mereço…este não vem e já tou ficando nervosa;-)))
    Assim não dá.
    Vou deixar de ser modesta: a modestia não dá camisa a ninguém:-))))))
    Humpft!
    beijão
    Meguita

%d blogueiros gostam disto: