As estranhezas e as várias faces do nu

As diferentes formas de ver e representar o nu desde o final do século 20 até hoje estão em exposição – importante – na Scottish National Portrait Gallery, Escócia.
A Scottish Portrait é uma das Galerias mais maravilhosas do mundo (IMSSHO) e é a minha preferida, não só na Escócia. Em todo o U.K ela é uma das minhas very, very fave.
No quadro abaixo, Lucien Freud inaugurou a ( junho – setembro) exposição para mostrar como retratos de nus podem refletir as mudanças culturais e dos valores morais do último século e no início deste.
lucien_freud_girl_with_eggs.jpg
Ahã.. até pode ser, mas pra mim, quem é odd mesmo é o Lucien – ah! olha só: O Lucien Freud é pintor e esse quadro é um retrato, pintado a óleo.
Claro que ele é estrela da mostra.
Porém, ai porém… o ponto alto, asim ponto altissíssississimo mesmo, segundo me diz meus queridos C.V, é a foto que Annie Leibovitz fez de John e Yoko.
Melhor ser prudente e ir ver ao vivo. (embora ela seja a autora da melhor foto da minha amada (e também dela) Susan Sontag.
********
PETER HOWSON: MADONNA
madonna_sgpgallery_peterhowson.jpg
Howson fez esa quadro reprtesentando a cantora Madonna na tela a óleo de 2002. A obra pretende mostrar a “estranheza do corpo” dela. (© Peter Howson, coleção do casal Matthew Flowers). (estranheza? sei…)
DAVID BAILEY: JANE BIRKIN:
janebirkin_davidbailey.jpg
Este quadro já é do acervo National Portrait de Londres. Bailey fotografou a linda (IMSHO) cantora e atriz Jane Birkin, em 1969. (© David Bailey).
******

Link referenciais:
1- Scottish National Portrait GALLERY : – (reparem na mostra do andy warhol- a Liza Minnelli, hãnn?
2- Wikipedia (OK, fechem a boca, eu sei que falei muito mal da Wikipedia e do Youtube, mas sou humana e às vezes:-) eu também erro hohohO- Traz uma bela foto da fachada.
3- Lucien Freud,
4- Annie Leibovitz
5-David Bailey

Sobre sub rosa
The most of all things and persons in the entire world drives me *flabbergasted". That includes me.

17 Responses to As estranhezas e as várias faces do nu

  1. aninhapontes says:

    Uma obra de arte é realmente uma coisa fantástica.
    Milhões de olhos podem ver a mesma peça, creio que nunca com os olhos de seu criador, e as interpretações, e os valores dados aos mesmos podem ser infinitamente variáveis.
    Um beijo queridinha.

    Aninha, pode crer , quando eu coloco esas coisas meio avançadas no império da sedução carnal
    e que é com o pomposo nome de ARTE, eu lembro do Eduardo e de você.
    Mas lembro logo de vc e digo: se aninnha vir esse post e aprovar ela vem escrever hihihi
    Então quando vi vc comentando aqui, não escrevi logo, pois vc sabe como estou:
    Estou *NAQUELA BASE* hahaha, que é uma gíria nova que acabei de saber e de conhecer

    Pois bem, vc veio escreveu e eu fiqueimenos ansiosa.
    E voltei para o lugar de onde está difícil sair.
    Beijocas.
    da sua
    Meguita

  2. Meg, estou completamente “out” nesse quesito. Não coinsigo te acompanhar. Sorry. Estou ainda sob o impacto do meu mlivro que acabei de acabar. Aguardo orçameto mdas editoras, nem sei se vou ter din-din para bir em frente.
    Acho que vc me entende.
    De qualquer forma ele sai. Para esses dias tenho uma definição.
    Tenho um convite para vc.
    Podemos nos falar?
    Fique bem,
    Grande abraço( e por que não posso te dar um beijim, magoei!)
    =-=-=-=-=-=-
    Vai ter din-din, vai ter DON-DON (NO tempo que ondon dançava etc…) e vai tter tudo, inclusive o SUCESSO que vc merece e eu quero (estar) tá nessa, tamos entendidos.?
    Doverbo tar, que é um verbo novo que inventaram recentemente.
    beijo
    Meguita
    A história do beijim eu digo depois
    M.

  3. Nelsinho says:

    Oi Meg!

    Muito a propósito, tenho uma amiga com um blog onde costuma postar excertos de belos poemas de erotizado amor, que ilustra com belíssimas fotos! Descobri por acaso onde ela garimpa tão belas imagens de nus e passei explorar o site e seus links.

    Eis que de repente, não mais que de repente, meu computador foi atacado por um batalhão inteiro de cavalaria em desenfreado galope, seguido de um bando de programas que me prometia destruir os troianos!

    O resultado, foi a necessidade de formatar o bichinho e perder uma quantidade de dados!

    Um beijo

    =-=-=-=-=-

    Nelsinho, meu querido
    Veja quem chegou – GLO-RI=O-SA-MEN-TEno Sub Rosa 2???

    Estou chique que chegue:-)
    E já estendi tapete vermelho!!!

    Beijos
    Meguita

  4. rose prado says:

    Não consigo ver mudanças culturais nessas pinturas. A maioria das pinturas tem base em gente que pousa. E faz pose que dá uma grandeza exagerada ao corpo humano…Uma sensualidade largada, lânguida, sempre assim: desde o século XIX talvez. Antes. tinha diferenças…nao sei dizer quais.
    Parece que o homem tem vergonha do seu corpo. Ainda tem. E, por isso, talvez sei lá, confere-lhe uma grandeza( quase sempre demarcada na sensualidade) que não há.. Eu não vejo grandeza nos corpos.
    ( desconte do que escreve, a hora da escrita – manhã e …meu mau-humor.

  5. rose prado says:

    Correção 1 e 2

    gente que posa ( de certo modo
    é como se pousassem., vindos de um céu encantador

    Desconte do que escrevO

  6. Magaly says:

    Tanto quanto eu possa imagunar, o nu sempre esteve presente na arte. Se mostra as diferenças culturais de uma época para outra, concordo, como o faz qualquer outra forma de arte.

    O nu erotizado também não é recente, vejo-o como inserido no contexto. E há o nu dos artistas presos a vivências marcadamente profundas que os tenham levado a expressá-las crucialmente em suas obras, como é o caso de Lucien Freud:

    “Exilado da Alemanha em 1933 por causa no nazismo, o trauma das guerras marcou sua obra, tendo ele afirmado que a ruína era a essência de sua pintura: a decadência do corpo humano. Por trás de modelos definidos perpassa algo invisivelmente repulsivo”.

    “Seus volumes são esculturas fofas, gordas, mumificadas pela obesidade. Não apenas pessoas, mas interpretações de pessoas. São ‘personas’ , pois ele vê além dos modelos.”

    Em seus nus, “ vemos uma experimentação brilhante em termos de cor (amarelo, cinzento, rosa, laranja, branco sujo compõem os rostos) e da liberdade potenciada pela pintura a óleo (múltiplas camadas sobrepostas, correcções, marcas que diferenciam os múltiplos planos do rosto). Num momento em que múltiplos são os diagnósticos da finitude ou desaparição do traço do humano, Freud celebra na pintura a imanência da vida e a dádiva da nossa fragilidade, exprimindo essa liberdade soberana de uma obra em plena maturidade, cuja marca perdurará incontornavelmente na pintura de um tempo que é o nosso.”( Margarida Carvalho)
    ——————–
    Do retrato de Howson (Realismo Contemporâneo) sobre a Madona, li que acontece na mostra prometendo ser ‘um retrato fiel’da ‘estranheza do corpo’ da cantora/atriz.
    Another Howson picture shows Madonna squatting in a graveyard: “it should remind her of her own mortality,” said Howson.
    ——————–
    Da americana Annie Leibowitz, além da foto de John Lenon com Yoko Onno em que ele aparece preso a ela em posição fetal, vi fotos impressionantes:. Há um Cristo amordaçado, há a Betty Middle mergulhada em rosas, há o Arnold Schwarzenegger montado num cavalo branco, todas perfeitas.
    Sobre seu trabalho, li:
    “Her photos show not only her subjects’ uncommonly revealed personas, but also her encouraging, emboldending, and enlightening effects on the people in her presence. Leibovitz’ artistry suggests to portraitists that if you want your subject to reveal uncommon beauty in your image of them, first create an atmosphere where they are want to reveal the same to you.’
    ————————-
    De David Bailey, lembro-me de posters de celebridades como Marilyn Monroe. Elvis Presley, Jimmy Hendrix, Bob Marley, Pink Floyd and so on (oi, Meg, desculpe, entro no seu terreno que é o das finalizações ou ligações de períodos in english or in french, italian, spanish,oh, my god!)

    Não estudei bonitinho, querida?

  7. Maria Elisa says:

    Magalyyyyyyyy!
    Awesome, dearest M.
    Só vc para Presidente e para salvação da minha lavoura.
    Vou lhe dar por telefone a senha do Sub Rosa, como outrora fazíamos, para vc postar esse seu comment
    pois como diz o Valter eu também não posso me acompanhar.
    Estou do jeito que vc sabe…:-o(((((
    ===
    ROSE, minha linda rosa of meadows.
    Rose dos Prados mais bonitos do meu coração.
    LINDO, LINDO o que vc disse, eu adorei! Além de que concordo com você.
    Quem pode pousa, quam pode se sacouda!
    Lindos, esses achados de quem tem sensiblidade.
    Rose, my rose, estou in the gloom, na maior depressão dos ultimos tempos ou seja da Grande Depressão de 1929!
    Estoy jodida!
    xxxxxxx*****xxxxxx
    NELSINHO:
    Não posso crer, alguma coisa sempre se salva, certo?, dessas invasões mui bárbaras.
    Tem o nome do blog da sua amiga, tem o endereço (email da amiga?)
    Por favor, meu blog, diferente dos demais VIVE DE IMAGENS, já que não sou boa de texto
    Mr. Nelsinho, por favor, quero uma dica, a clue desse blog
    ou da sua amiga, ou dos sites em que ela se abastece. Ok?
    Beijos da
    Amiga outra aqui pedindo e aguardando resposta ao pleito.

    x*x*x*
    Minha doce Aninha, quando coloco um post e não tenho certeza se vou agradar ou se vou e alagar, a primeira pessoa que penso é em você.
    Digo, se a Aninha aprovar tá aprovado!
    Iuhuuu!
    Aninha, vamos falar no Sype?
    beijos, beijos a todos, meu amados , queridos e considerados:-)
    Estou meio por baixo do deixo.

    Agora, toca a esprar passar.
    Violto, espero com força total.
    Torçam por mim, queridos e queridas.
    Meguita
    P.S Se o meu afilhado – todos sabem que é o Claudio Boczon, pudesse me mandava uma músicas ou umas peiados (jokes)
    Iam me fazer bem, nessa quarentena em que estou;


    Falem com ele, Falem com ele, como diria o Almodóvar.
    Meguita das candongas:-)
    KD o Nelson, meu querido, nosso querido?
    M.

  8. Eduardo.P.L says:

    Meguita querida,
    voce deveria nos brindar mais constantemente com essas postagens falando de arte. Esta por exemplo, propiciou ótimos e oportunos comentários. Uns contra outros a favor, e isso é que faz da postagem um sucesso.
    Ótimos e imperdíveis links. Enfim, uma maravilha!

    Beijos

  9. Nelsinho says:

    Meg,

    A minha querida amiga O’Sanji
    adorará que você a visite! O site que ela estava usando está entre seus links, mas acho que ela tem outros que vou procurar saber…

    A O´Sangi mora em Braga, mas é de Angola; Ela é ótima em contos infantis, mas é também poetisa, embora ela se não considere como tal.

    Um beijo enorme!
    =-=-=-=-=-=
    Nelsinho, eu simplesmente a-do-rei!!!!!!! tudo o que está com apuro, belíssimo, lá na O’sanji.
    Vou ver se há caixa de comentários. Se houver escrevo e falo no seu nome, está bem?
    Belissimo!
    Obrigada e não esqueça de ver se há mais outros , está bem?
    Beijos, Nelsinho, querido!
    Meguita

  10. Lou says:

    Um beijo e bom domingo!

  11. O'Sanji says:

    Oi Meg
    Muito, mas é mesmo muito, obrigada por suas palavras lá no plan(o)alto.
    Agora… é bondade do Nelsinho me chamar de “poeta”! Eu somente escrevinho umas coisinhas, e muito de vez em quando.
    Passarei por aqui, também, sempre que o tempo for meu amigo!
    Beijo

    =-=-=-=-
    Sendo seu , o tempo será, também, meu amigo.
    E Nelsinho tem razão:-)
    Não ousemos colocar em dúvida o que ele diz:-)), não é?
    Beijos, querida
    Meg

  12. O'Sanji says:

    Não sei o que aconteceu! Pareceu-me que cliquei no botão Submit, mas meu comentário não entrou! :'( Vou fazer nova tentativa.
    Meg
    Muito, mas mesmo muito, obrigada por suas palavras lá no meu plan(o)alto. Esperarei pelas suas próximas visitas.
    Hummm…. O querido Nelsinho é de uma bondade sem limites! Não sou poetisa, não. Eu simplesmente escrevinho umas coisinhas e muito de vez em quando.
    Um abraço deste lado do Atlântico.
    =-=-=-=-=
    Linda e querida O’Sanji
    Tenho-a agora duplamente.
    Vá a gente entender essas coisas do WORDPRESS!!!
    Um beijo e estou respondo para si. Pois quero saber dos seus outros sites, está bem?
    Meg

  13. Júnia says:

    Achei uma beleza as pinturas de Lucien Freud! Já tinha visto alguma coisa em jornal, mas esse link que você colocou está incrível! Os traços dele me fazem lembrar um pouco Toulouse-Lautrec (estou falando bobagem?), mas as cores e a luz que ele deixa na tela são impressionantes! Beleza de post, Meg!

    =-=-=-=
    Júnia, minha flor: o dia em que vc disser besteira, o galo cria dentes;-)
    O que vc disse , eu queria ter dito
    Amnor, para as minhas duas amadas.
    Beijos
    Meg
    P.S Fico estalando mamao no peito,quando vc vem aqui:-)

  14. Meg, querida,
    Tinha que ser na Escócia, lugar que acho maravilhoso, poucas cidades são tão lindas, por exemplo, como Edimburgo, além do povo especial, é claro. Adoro quando você fala sobre arte. Quanto à Madonna, ela que se cuide, a Ana Carolina está de olho nela.
    Grande beijo

    ====

  15. Yvonne says:

    Meg, adoro pinturas e nus artísticos. Apesar do erotismo ter a sua beleza, eu prefiro os nus que dizem alguma coisa que não seja o sexo. Gostei muito. Beijocas

  16. Eduardo.P.L says:

    Meg seu varal esta fazendo sucesso como era certo desde sempre!
    Mais uma vez muito obrigado.

    Beijos

    PS- Volte logo.
    ====
    Hahaha,
    nem tanto, amadoMestre, nem tanto!
    Mas o pouco que fez ,, foi maravilhoso, Maria Auguts é demais.
    A-do-rei
    Volto, sim, qurido
    Beijos
    M.

  17. palpiteira says:

    Jamais esquerecei Lucien Freud e não entendo de arte, embora aprecie muito. Lembro-me de ouvir, quando apaixonada:
    “- Conheça as obras de Lucien Freud”. E na curiosidade, própria do encantamento, fui correndo em busca de uma mensagem de amor. Ao vê-las, pensei: “que homem é esse?!” hehehe. Mas o amor é o amor, e vi tanta beleza.
    Meu sonho de consumo é passar meus dias visitando galerias de arte, conversando em charmosos cafés europeus, apreciando, apreciando… A vida é linda. :)
    Beijos e obrigada. :)
    —–
    Querida, VIDA E AMOR são as coisas melhores e piores que existem: mas jamais , jamais quero estar sem um dos dois.
    volto amanhã para responder umas coisas para você. Sopbrew o Lucien Freud , por ex.
    Mas quero muito, muito dar-lhe BOAS-VINDAS!
    Quero você sempre, sempre aqui.
    Um beijo, querida!
    Meg

%d blogueiros gostam disto: