“Quem não me deu Amor, não me deu nada” (Ruy Cinatti)

Queridos todos, todíssimos:
Na verdade eu nem (dever, devia) mas nem poderia estar aqui: estou de mudança de casa; mudança de vida, mudança de uma série de coisas. Perdoem-me mas neste mês de Junho é hoje o último dia do mês em que venho aqui postar (OK pop star -:)
Mas juro que não faço isso em causa própria. Há quem precise de mim e preciso dar toda a atenção a quem precisa, como aliás é meu temperamento, quem me conhece…é que sabe.
Então, pensei eu (é um horror quando penso), e, sim,.. fechem a boca eu também sou um ser pensante;-), ainda que isso seja só de vez em quando hohoho .
Daí resolvi duas coisas e vou tratar de colocá-las em execução:

1- Pedir muitas , mas muitas desculpas aos meus Amados, na verdade todos eles, amigos, namorados, maridos (sim, eu tive mais de um, o que me fez muito feliz – um deles, vivíssimo e agora, muito amigo) presentes , passados e do futuro, estes, espero que menos.
Mas peço desculpas e peço perdão (alguém pode me dizer o que é desculpar e o que é perdoar? há diferença???? boa discussão, hein?) pois reconheço que não sou a melhor pessoa do pedaço. Por temperamento, por falta de educação e talvez muitíssimo por insegurança e ainda em muito maior escala, (mas notem: evoquei essa razão por último) por causa da minha devastadora depressão (sim para quem ainda não sabe – embora eu não seja louca, ou doida como foi anunciado) eu tenho severíssma depressão clínica (e para isso, gente, não há eufemismos) é depressão endógena e se trata mesmo com remédio, a parte química e com terapias as mais diversas, pois que existem mais de 318 tipos de depressão catalogados e codificados DSM, a parte que é… bem já entenderam, certo?
Então, sei que posso tratar mal quem não merece, mas fico cheia de cuidados, morta de remorsos e faço o impossível SEMPRE para me fazer perdoar…. Sim, é um constante “Ups and Downs”…Bom, dizem que quem fala a verdade não merece castigo…será? Oxalá, Inshallah! Magari!

Mas, olha só, dizem, não sei, mas nós, as depressivas, somos ótimas amigas, excelentes amantes e maravilhosas companheiras. O nosso problema é que precisamos “estar SEMPRE em manutenção” :c-( E talvez este último período, esta última oração, esta última frase, seja das coisas mais tristes, penosas e ao mesmo tempo, das mais sérias de que já falei em minha vida.

Bem, dito isso, vamos ao mapa do post, que como já disse , é um post matador”, “superoverkiller” (nem precisa explicar, não é? Então, tão:-)
Flores, chocolates, poemas e música. Só falta o vinho, mas disso eu não entendo niente e nunca encontrei quem me ensinasse;-(

a) Flores e (para mim), de preferência, rosas, é o que há!… para estar juntinhos. Flores e chocolate – há! ahá – operam milagres. Produzem um efeito devastador. Com Tom Waits e vinho, então;-) Vão por mim:-)
Claro que está que não me refiro aos casais ENAMORADOS de todos os dias ;-) Ah vai! mas até para estes é um dia bom, basta querer e não é proibido participar;-)


E, claro, um poema.

Quem sabe, *o* Poema! Lo and behold: não seria bom se houvesse um ‘Poema-todos-os-Poemas’ ? (e, me digam, essa idéia que me ocorreu agorinha mesmo, qual seria o Poema que reunisse nele todos os Poemas? Acho que só um Amante-Poeta ou um Poeta-Amante saberia dizer) , se é que existe.
Bom, faute de mieux, não deixei por menos e escolhi estes dois:
Tarentine, A.- Schoenework.

Soneto XXII

S’ amor non è, che dunque è quel ch’ io sento?
Ma s’egli è amor, per Dio, che cosa e quale?
Se buona, ond è effetto aspro mortale?
Se ria, ond’ è si dolce ogni tormento?

S’a mia voglia arado, ond’ è ‘I pianto e ‘I lamento?
S’a mal mio grado, il lamentar che vale?
O viva morte, o dilettoso male,
Come puoi tanto in me s’io nol consento?

E s’io ‘I consento, a gran torto mi doglio.
Fra sì contrari venti, in frale barca
Mi trivo in alto mar, senza governo,

Sí lieve di saber, d’error sí carca,
Ch’ i i’ medesmo non so quel ch’ io mi voglio,
E tremo a mèzza state, ardemdo il verno

♥ ♥ ♥

Soneto XXII

Se amor não é qual é este sentimento?
Mas se é amor, por Deus, que cousa é tal?
Se boa por que tem ação mortal?
Se má por que é tão doce o seu tormento?

Se eu ardo por querer por que o lamento?
Se sem querer o lamentar que val?
Ó viva morte, ó deleitoso mal,
Tanto podes sem meu consentimento.

E se eu consinto sem razão pranteio.
A tão contrário vento em frágil barca,
Eu vou para o alto mar e sem governo.

É tão grave de error (1), de ciência é parca
Que eu mesmo não sei bem o que eu anseio
E tremo em pleno estio e ardo no inverno.

(1) N. T.: Alude à barca

Francesco Petrarca (1304-1374)
(Tradução de Jamil Almansur Haddad) Mais Petrarca

♣ ♣ ♣ ♣ ♣

E agora, claro, as músicas: (Sim, falta um Poema…É o PASTOR AMOROSO, do Alberto Caeiro. Mas, putzgrilo…o post já está ultrasuperoverkiller, não acham? Fica apenas registrado que esse poema de Caeiro, me foi dado de presente. Eu mostrarei outro dia. Mas ele também existe na Net.)

E agora, às músicas (aliás, dizem que as músicas são responsáveis pelo aumento populacional e casamental do mundo:-)
Teria que começar por Nick Cave!

Nick Cave, meu amado, idolatrado Salve! Salve! Nick Cave é meu Pastor e jamais bad seeds faltarão:-)
*
Este aqui é um ‘Beatles’ absolutamente comovedor, que ganhou a concorência com um lindo Bob Dylan, mas é que me lembra muito, o meu Mario.
Two Of US

****
Aí eu queria porque queria o Depêche Mode. Meu BlogMC e BlogDJ, que já nem faço link pra ele , senão faria todos os dias.. em mandou bilhões de músicas, numa saga sem fim. Obrigada, Boczon. Não sei o que faria sem você como DJ …-)
E como la donna è mobile rendi-me ao Placebo- Protect me from I want….(ah! como a gente precisa disso às vezes)


Ah e se você está amando alguém absolutamente especial, alguém que é diferente de todos os seres humanos(i hope) que já conheceu, então, ofereça esta música a ele/ela: sua música é esta:

Com Peter Murphy ou Iggy …. Ofereça para ele, vá por mim: ele, felicíssimo da vida, cantará para você e vocêcsentirá que a cada dia o mundo é um mundo novo. Enjoy it!

********
Ah, uma belíssima música brasileira. É do fenomenal Heitor Villa-Lobos. Não vá se surpreender, mas tenho certeza que TODOS OS NAMORADOS in the entire world vão adorar. É tiro e queda “é pá te acomoda“;-). Ofereçam e nem me contem depois, que eu sou pequenininha e realmente, não estou preparada para os detalhes dos efeitos desta música;-) De nada, de nada, you’re welcome! Se quiserem podem me pedir que mando por email:-) Voilà:

******
E agora, finalmente, este é meu hino! Jamais ofereci a alguém essa música que não a achasse linda e a adorasse. E ninguém passa por mim , impunemente: irá ouvir não só Tom Waits, mas Sea of Love ou Jersey Girl!
Mas é que o Tom Waits…é covardia… Não tem pra ninguém…Wuaua!

Tom Waits… eu sou tão , tão, mas tão apaixonada por Tom Waits que se só existisse ele no mundo da música, ele seria realmente a musica mais perfeita, que não deixaria que o mundo percebesse falta de ninguém/nada mais. E só de imaginar que ele é casado e muito bem casado, GRRRR…. me faz – embora cheia de ciúme, inveja e despeito, como diria Lupiscínio Rodrigues :-)) achar que o mundo tem jeito e que o Amor até existe….Humpft!
——
N.E: O verso que dá título a este post é de um dos maiores Poetas da Língua Portuguesa: Ruy Cinatti, poeta e cientista, que aconselho todo mundo a conhecer.

Hasta pronto!. E torçam por mim, que de vez em quando estarei por aqui.
Ton of love and kisses.
(*) A voz do Tom Waits foi definida assim;-) tradução livre e grosseiríssima:
“A voz de Tom Waits é como se ela/ele tivesse sido mergulhada em um barril de bourbon, deixada lá para apurar por alguns meses (curtida) e depois retirada e esmagada por um carro….
(1- like it was soaked in a vat of bourbon, left hanging in the smokehouse for a few months and then taken outside and run over with a car.”[1])
Oh Senhor, tenha piedade de mim, que só de imaginar isso, já peco, pecado mortal, e peço em pensamentos a vinda de um exorcista.
****
Nada de ficarem falando mal de mim, hein? enquanto eu estiver fora, Ok;-)…E vejam se morrem de saudeade…. tell me a lie, também vale.;-)
Amor e carinho.
Meglyn. – que agradece à sua intrépido troupe, que pelo MSN ou outro tipo de comunicação me ajudaram não só a fazer esse post, a não desistir dele, e principalmente, TESTARAM as músicas que não queriam tocar, digo. que estavam como o nome do file errado. Grrrrrrrr…….
Claro que o Ziggy Stardust ou qualquer coisa maravilhosa do David Bowie ia entrar, mas, estava em mp4…. só quero que saiba que faço tudo bonitinho pra vocês…depois, depois. Brincaderinha, eu amo vocês. No que aliás não há mérito nenhum;-) Vocês são adoráveis.

Eu tenho mesmo muita sorte. Lucky me. Um beijo e obrigada.
(já deu pra notar que eu devia terminar esse post , umas 40 linhas a menos ou atrás? So what?!


UPDATE: Sim, sim, sim!!!!!! Ok, não fiquem mais preocupados: Clint Eastwood já telefonou, falamos hooooras, Sean Penn atambém ligou (mas eu não quis muita conversa, pois sou moça séria, afinal o que é que julga? hohoho), já BENICIO DEL TORO, encantador, evidentemente… me fez temer nas base…Oh Vida dura!!!!! Agora, vejam, Al Pacino está furioso comigo, porque não coloco fotos dele aqui…
Olha só que essa é que é essa!
Mas me comportei, e respondi bonitinha:

— OK, babe, sweetheart, vamos resolver isso: afinal, eu não estou depressiva;-) E muito menos deprimida, oras… Estou uma seda!;)

SMACKSSSSS!

Sobre sub rosa
The most of all things and persons in the entire world drives me *flabbergasted". That includes me.

32 Responses to “Quem não me deu Amor, não me deu nada” (Ruy Cinatti)

  1. Eduardo.P.L says:

    Como de costume sou o primeiro.
    Hoje, um post especial para um dia especialíssimo.
    O dia dos ENAMORADOS. E eu vivo este dia os 365 dias de cada ano. Tenho sorte, tenho uma mulher namoravel, tempo integral.
    Mas nada disso é importante dizer aqui, pois sobre o AMOR deste dia , você Meguita disse tudo. Com músicas, poemas, flores e bombons!
    Não demore muito a voltar.
    Já sentimos, antes de partir, sua falta!

    Beijos.

  2. gugala says:

    volte antes do próximo dia dos namorados, hein?
    Boas mudanças e amores

  3. James says:

    Muito lindo.

    Boas férias mestra!

    Um abraço.

  4. Meguita,
    Faço minhas as palavras do Eduardo. Ele disse mais ou menos o que teria para dizer. Peço apenas, encarecidamente, que não se demore. Já aprendi a gostar de você e sentir as suas ausências.
    Beijão

  5. mirabelle says:

    Achei tao lindo esse post.

    e toooodas as musicas!
    mto fofo mesmo!
    =D

    e a frase do titulo é perfeita!

    bjaummmmm

  6. Está bem, foi um tremendo post.

    Mas: um mês fora????

    Well, beijos. Vê se volta antes.

  7. Entonces ficaremos sentados aqui na guia, contando as folhas de plátano que caem no passeio enquanto aguardamos tua volta.

    beijocas e pocalunki

    ps: finíssima a definição da voz do Tom Waits que, pelo sobrenome, também sabe esperar.

  8. Eduardo.P.L says:

    Meguita, voltei para rir um pouco com o comentário do Claudio, que como o Tom, nós também Waits! …..só ele!
    E para defender o Lord, que não precisa de minhas ajudas, mas para dizer que você nem teria onde por mais tomates se ele, o Lord , e eu, a indicassemos, pois já fostes premiada pelo Valter, na mesma leva dos tomates meus!
    Muita salada, e com este frio, sopa quente de tomate !

    Beijos e até a volta!

  9. dgr says:

    O mister Simpatia acha que desculpar é relevar. Quando pedimos desculpas não esperamos que alguém além do Grande Cabeção desfaça o que fizemos e causamos. Um pedido de desculpa, creio, é um pedido para o outro relevar o que fizemos de errado.
    Já o perdão seria o ato de dar uma outra chance. Dar uma outra chance apesar do que fizemos.
    Segundo o mister Simpatia, perdão e desculpa ocupam no cotidiano quase o mesmo campo, o da falha humana.
    Perdão? (Ou seja: pode repetir que não escutei?) Desculpe. (Ou seja: por favor, não tive intenção de pisar o seu pé.)
    Mas o mister é semi-analfabeto.

    PESSOAS QUERIDAS:
    Este é o Dante, ou para o meu coração: Marcelo. É uma das pessoas mais “bem-feitas” que já foram lançadas neste mundo. Em Amor, em SIMPATIA (oh Mistha!) no sentido grego do termo, em inteligência e saber.
    Então, sem querer ser descortês com os demais: vou chamar a atenção para a resposta do que parece ter passado despercebido, aí no post: a diferença entre “desculpar” e *perdoar*.
    Marcelo é expert nessa matéria: a do terremoto dos sentidos, a vertigem das paixões, o poço das dúvidas, tormentas e angústias que se chama Amor. É dele um dos textos mais belos que já se escreveu a respeito. Qualquer dia postarei aqui.
    Obrigada, Marcelo. Creio que é isso mesmo.
    Mas, as pesoas não sabem que sabem (d)isso, desculpam quando se pede perdão e nunca perdoam, nem mesmo quando já sofremos todas as penas da alma. Isso não parece ser suficiente.
    Para mim, Marcelo, só para dialogar com você e ESPERAR que alguém leve adiante essa nossa troca, acho que não temos o hábito de ver Ágape superar Eros. Não somos íntimos do BEM.

    Um beijo, querido e que grande felicidade você estar aqui. A marca do Mistah é frickin’ A.
    Com muito amor, Meguita

    E aí, vc, you, o que pode dizer mais…?

  10. Magaly says:

    Meguita
    Pelamordedeus! Que post! Florido,saboroso,carinhoso, jocoso,com contribuição poética, musical!!!!!!!!!! e dizer que vai sumr um pouco! Seja, minha flor, a gente a espera com carinho. Obrigada pelo tempo que você nos dedicou a escrever este overkill post, que está esandalosamente versátil e gostoso. Lindo o poema, bem escolhidas as músicas,.
    Estaremos bomitinhos esperando sua volta em alto estilo.
    Beiijos.

  11. Matilda says:

    Lindo post, Meg, lindas músicas, tão boas de ouvir, é um post que faz sonhar…
    Beijos e até a volta, :).

  12. mirabelle says:

    Ohhhh!
    que comentário gentil!!
    brigada viu?!
    Vê se nao demora nessas férias!
    hehehehe

    bjaummm querida

  13. Alma says:

    Meg, eu amo o Tom Waits, Nick Cave idem…
    Mas, Bowie é perfeito!
    Prefiro Lady Stardust…

    O post está maravilhoso!
    Beijos.
    Cuide-se e, caso precise, escreva-me.

  14. aninhapontes says:

    Amamos você, e vamos sentir sua falta.
    Mude-se para S. Paulo, eu prometo te dar colinho quando precisar.
    Te dar carinho todos os dias que você estiver carente.
    Irmã é prá essas coisas.
    Um beijo.
    Dê notícias.

  15. Yvonne says:

    Que post imenso e gosto de se ler. Querida, tudo de bom para você. Outra coisa, você está com homens demais na sua cola. Deixa o Benício para mim, tá?
    Beijocas

  16. Júnia says:

    Meg, eu, como sempre, chegando atrasada…
    Como diz aquele poema alemão: “Eu só consigo amar, aquilo que tenho a liberdade de deixar…”.
    Mil beijos!

  17. denise says:

    Meg, os chocolates e as flores é o que há!
    Hum, mudança… boa sorte!
    Esperamos aqui.
    beijo,menina

  18. renata c says:

    meg querida! como você está? só hoje vi seu comentário no finado belas imagens, me desculpe pela demora. sim, sou eu que te visito pelo del.icio.us =) estou aqui sempre, daquele jeito que gosto, sempre aproveitando todas as suas dicas.

    um beijo enorme, querida. espero que tudo esteja bem por aí.

  19. lua says:

    saudades. já tô com saudades.

  20. lulu says:

    ih! eu quis dizer lulu , mas saiu lua, mas tudo bem!

  21. nelson says:

    Meguita, fonte do amor, nada mais legitima mais no alvo da poesia e musica, sonorizando doçuras e lembranças impagaveis dos Beatles a Tom Waits versado em alcool e tabaco,
    E no barraco da paixão, gente que vive negociando amor, acorda viver esse barato..

    beijos,

  22. IsabelFilipe says:

    soberbo este teu post ….mostra a pessoa linda que és….

    volta depressa e bem recuperada … vou ficar à espera

    beijinhos

  23. Meg, passando para te deixar um beijo,
    Fique bem

  24. daniel says:

    ei, vê se volta!
    bjo
    :)

  25. Fausto says:

    Boa mudança, bons ventos e melhor regresso!
    Beijos

  26. Se cuida !
    beijos!

  27. Luma says:

    Meg, você tem um gosto musical bem parecido com o meu, até poderíamos trocar figurinhas.
    Não sabia que era depressiva e que existiam tantos tipos, quem sabe eu tenho e não sei? Achava mesmo que era hiperativa, mas que no fundo, no fundo parece que seja uma manifestação de descontentamento.
    Que você tenha sorte na nova morada, que nessa nova fase encontre pessoas que admiram a sua companhia e que tenha mais tempo para você.
    Beijus, Luma

  28. Eu vou zuá esse barraco. Abandonou, vou fazer igual o pessoal do pt. Vou invadí, aí num adianta reclamá!
    Bora lá, pessoal. Num tem dono, mesmo!

  29. Eduardo.P.L says:

    Meguita, as saudades que nós todos do VARAL estamos sentindo não estão AQUI, TODOS OS DIAS, PARA NÂO ATRAVANCAR seus COMENTÁRIOS . São MUITO grandes.
    Volte logo!
    Sempre.
    Estamos a sua espera.E sua falta é dioturna!

    Beijões, querida Meg.

  30. Júnia says:

    Passei aqui só para te dar um ei e um até breve!

  31. cesar says:

    toda la pajina esta chevere

  32. Alessandro says:

    Por favor, pode me enviar a música do Villa Lobos? Abraço, Alessandro Calor

%d blogueiros gostam disto: