SÍSIFO

sisifo.jpg

SÍSIFO

Recomeça…
Se puderes,
Sem angústia e sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro,
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.

E, nunca saciado,
Vai colhendo
Ilusões sucessivas no pomar.
Sempre a sonhar
E vendo,
Acordado,
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças

    MIGUEL TORGA (Portugal – 1907/1995)

Sobre sub rosa
The most of all things and persons in the entire world drives me *flabbergasted". That includes me.

14 Responses to SÍSIFO

  1. aninhapontes says:

    Muito bonito.
    Um recomeço tem que ser assim mesmo, sem descanso, enquanto o objetivo não for alcançado. Nada pela metade, nem mesmo o fruto, muio menos os sonhos.
    Beijos querida.

  2. Alma says:

    lindo poema, Meg

    deixo um beijo

  3. Engraçado. Hoje pela manhã, 8h30, pensei em Sísifo. Pensei em mim empurrando uma pedra morro acima para logo vê-la transformar-se em contas a pagar.

    Coincidência.

    Besos.

  4. Aninha, as pessoas imaginam que recomeço é algo que acontece depois de algum fato dramático, ou coisa semelhante.
    O mito de Sísifo prova por ser diário e infindável que todos os dias é um recomeço de vida. Para todos. Para todo mundo. Para qualquer ser .

    Um beijo
    Meg

  5. Alma, temos identidades em poesia.
    Um beijo
    M.

  6. Matilda says:

    É, sempre o recomeço, o refazer os passos, “Sempre a sonhar E vendo, Acordado, O logro da aventura.”.
    E vai para cima e tudo vem abaixo e se recomeça, “És homem, não te esqueças! Só é tua a loucura Onde, com lucidez, te reconheças.”
    E ler no fim do dia faz pensar: amanhã, outro recomeço…
    Beijos, Meg, :).

  7. Matilda,
    como é bom quando passa por aqui e deixa um comentário:-))))

    Você NUNCA destoa:-) : Prosa e poesia, às vezes, têm de ser colocadas lado a lado ou seja separadamente para que se veja – melhor – se um Autor é melhor escritor ou melhor Poeta.
    E isso você sabe muito bem, não seja dengosa:-).

    Mas é verdade, esse poema de um poeta que aprecio muito, tem um aspecto ilusionista, digamos assim – não se trata de recomeços trágicos ou dramáticos – que também existem e que é direito de cada um – em nossas vidinhas bem pequenininhas, como diz a Fal – e como são as de todos- tentar.

    Importa é atentar para que o ser dito humano é pouco mais que nada e esse pouco mais é que faz toda a diferença. É a “esse pouco mais” que cabe a aventura da tentativa.

    Vidas empobrecidas não se dão conta disso. Ou vidas irreais que não se dão conta que da mesma matéria somos todos feitos:
    da imprecisão, da dúvida, da “loucura” e do “sonho”; do engano, do erro , do acerto, mas que não duram mais que um certo tempo muito, muito indefinido.
    Na verdade menos que um dia: a cada momento é preciso, é mister, recomeçar.

    ====
    Bom, mas deixando a duvidosa filosofia de lado:-)) queria dizer que sou fã do pprangel e no antigo Sub Rosa eu o tinha como favorito.
    Vi, com alegria que ele é seu fã.
    Vou reproduzir um texto dele aqui, por esses dias.

  8. Minha Phoenix, ressurgindo das cinzas. maravilha. te adoro.
    beijos
    Carmem

    Não teria sido possível sem ti.
    Tu sabes, querida

    Espero que com o teu blog tornes o mundo mais compreensível e sobretudo faça as pessoas se olharem … sem inversão. O justo já está bom. ;-)

    Um beijo e obrigada

  9. Não teria sido possível sem ti.
    Tu sabes, querida

    Espero que com o teu blog tornes o mundo mais compreensível e sobretudo faça as pessoas se olharem … sem inversão. O justo já está bom.

    Um beijo e obrigada

  10. Júnia says:

    Só pra falar, presente! Delícia de comentários, para um belo poema. Beijos!

  11. Lou says:

    Bela poesia, para o Real da Vida…
    Beijos!

  12. Júnia:

    Você sabe que está sempre presente.
    Obrigada , meu anjo!

    Onde está nossa filhota,? Que saudades!

    beijos às três:-)
    M.

  13. Olá, querida Lou.
    Nossa Magaly já está mesmo na porta de uma casa para mudar-se.
    Estava com saudades de você.
    Você entendeu realmente o espírito da coisa.
    Esse Poema serve para qualquer momento da Vida.

    Um belíssimo final de semana para você, minha querida.
    Um beijo
    Meg

%d blogueiros gostam disto: