Três presentes… e Boa semana!

1-best_orange_flowers.jpg

.~-=-~.

2- Um dia, a atriz Fernanda Montenegro disse a Millôr Fernandes:

— Todos sabem que sabes tudo, então explica-me tudo, Millôr.

Imeditamente Millôr estava…

Explicando tudo a Fernanda Montenegro


“Tudo que existe está em algum lugar.
Tudo que você sabe é subtraído de tudo que você ignora.
Tudo que você não tem, alguém tem. Senão você não saberia que não tem.
Tudo que está no futuro é reserva de passado.
Tudo que é igual é semelhante a tudo que é absolutamente diferente.
Tudo que voa pousa. O contrário não resiste a uma análise.
Tudo que sobra é excedente.
Tudo que é, já era.
Tudo que vai e volta, permanece.
Tudo que vai pra sempre, preenche uma lacuna em algum lugar.
Tudo participa do nada.
Tudo que é do homem o bicho não come.”

Por Millôr Fernandes.~-=-~. geschenk.jpg

¨¨¨¨¨¨¨¨¨

3- Entre irse y quedarse

Entre irse y quedarse duda el día,
enamorado de su transparencia.

La tarde circular es ya bahía:
en su quieto vaivén se mece el mundo.

Todo es visible y todo es elusivo,
todo está cerca y todo es intocable.

Los papeles, el libro, el vaso, el lápiz
reposan a la sombra de sus nombres.

Latir del tiempo que en mi sien repite
la misma terca sílaba de sangre.

La luz hace del muro indiferente
un espectral teatro de reflejos.

En el centro de un ojo me descubro;
no me mira, me miro en su mirada.

Se disipa el instante. Sin moverme,
yo me quedo y me voy: soy una pausa.

geschenk.jpgOctavio Paz. México, 1914- 1998 -Poeta maior entre os maiores.

=-=-=-=-=-=-=-=-=-

Brigitte Bardot cantando “Maria Ninguém” de Carlos Lyra
E isto depois da remarquable rendition de João Gilberto, aquela que iria mudar Daniella Thompson: foi ao ouví-la que tudo mudou, e ganhamos a nossa maior pesquisadora de música brasileira, que por acaso é Americana.

Visite:
Daniella Tompson
E bookmark , please!
Farei um post especial a respeito dessa magnifica pesquisadora, preservacionista e excelente Amiga.

Sobre sub rosa
The most of all things and persons in the entire world drives me *flabbergasted". That includes me.

36 Responses to Três presentes… e Boa semana!

  1. Magaly says:

    Meg
    Que presentes fabulosos pra domingo tão brilhante. O tempo está lindo, um pouco quente para sair. Aí você acerta em cheio com essas flores que parecem tão frescas e da cor que mais me encanta. Traz aquelas tiradas do Millõr que são inexcedíveis , um magnífico poema de Otátvio Paes e ainda remata com Maria Ninguém, de João Gilberto, interpretado por Brigitte Bardot!
    Estou com meu domingo cheio e me sinto privilegiada.
    Obrigada , Meggy, adoro suas surpresas.

  2. Eduardo says:

    Faço minhas as palavras da Magaly. Ela chegou primeiro. Para que repetir. Só o tempo aqui em Santa esta mais pra frio do que esse tempo quente anunciado aí! Aí aonde?Bjs e bom domingo.

  3. Maria Elisa Guimaraes says:

    Oh Edu, não pode deixar de saber: nossa comunidade de 13 leitores;=c) m-e-s-mo, vai se conhecer um ao outro: Magaly, queridíssima, é do Rio de Janeiro. É poetisa e – nasceu em Maceió.
    ========

    Maga, mandei um cartão para você. Recebeu, beijos.
    M.

  4. Maria Elisa Guimaraes says:

    Gente, hahahaha, não é uma graça a Brrrrigitte cantado em porrrrtugues-brrrrasileiro?
    M

  5. Magaly says:

    Eu achei um barato! Está ótimo, vale a gíria

  6. Meg, muito benvinda de volta à blogosfera, lhe desejo muita paciência, coisa que tem dia que me falta MUITO nesse mundinho virtual!

    Fiquei feliz em saber que você resolveu criar outro blog, se precisar de qualquer coisa, me avise!

    E se quiser, ainda posso linkar seu post lá na nossa blogagem coletiva

    Beijos!

  7. flabbergasted2 says:

    Obrigada, Denise, por todas as suas boas palavras.
    Mas paciência é meu nome do meio.

    Não sei se meu post impensado e superficial caberia no tema violência contra a mulher.
    Mas obrigada e conte comigo para qualquer das suas interessantíssimas idéias, pelas quais eu a parabenizo.
    Um beijo
    Meg

  8. laura r. says:

    Boa sorte, Meg, com o Blog e com a vida. beijo
    laura

  9. Maria Elisa Guimaraes says:

    Que bom ter vindo aqui.
    Obrigada, Laurinha, parece pouco, mas é tudo que
    alguém pode desejar , (com exceção do blog, claro)

    Muitos, muitos beijos e desejo o mesmo pra vc e as meninas.
    Ah! e pro Hermano também.

    E a camerata? As aulas? Os concertos?
    M.

  10. Meg querida,

    Uma visita para conhecer a tua nova casa. Gosto.
    Tudo lindo por aqui, bom gosto, esteta que és.

    Um prazer e uma homenagem!

    Abraço.

  11. Maria Elisa Guimaraes says:

    Queridaaaa!
    Ok, eu sei que vc é rápida:-c), mas eu estava mandando um email neste momento para vc.
    Estou felicíssima com a sua vinda.
    Por favor, volte mais vezes:
    tenho uma surpresa para você.

    Um beijo. Imenso.
    M

  12. Octavio Paz todo mundo sabe, etc. e tal. Mas aquele Millôr, o que dizer?

    Sabias que o nome dele é Milton, né? Pelo menos, tenho algo em comum com ele…

    :¬))

    Beijo.

  13. Olá garota, benvinda de volta…
    Estou sempre por aqui, você sabe.
    Beijos e tudo de bom.

  14. Maria Elisa Guimaraes says:

    Hahahah,
    Mirto, isso é verdade, deve ser por isso que tens esta carga genial
    genético-onomástica.;=c)))
    Só pode ser…

    Passei a madrugada querendo te escrever a respeito daquele conto sobre o hedonismo, guri.

    Beijo

  15. Maria Elisa Guimaraes says:

    Oh Beth!!!!
    Não, querida eu não sabia não!
    Querer eu queria, mas não sabia.

    Entretanto, vc não sabe que alvoroço e alegria no meu coração.
    Porque a sua vinda, assim é mais que bem-vinda.
    E eu preciso mesmo de gestos espontâneos como o seu.
    Obrigada, Beth.
    Muito, mas muito obrigada
    Devo essa a você.
    E gestos como o seu trazem em si o carinho mneumônico.
    Muitos beijos e tudo, tudo de bom. Aliás do melhor. Voc~e merece ainda mais que isso.
    M.

  16. gugala says:

    Para ficar mais fácil a volta diária para esta plagas já estás linkada (de novo lá no Ao³ Cubo.
    O chato do Millôr é que ele realmente sabe tudo e antes de todo mundo. ahaha
    Abraços

  17. Maria Elisa Guimaraes says:

    Oba! Ueba!!!!
    Mas eu lutei e não saiu esse tresinho exponencial.
    Píula!;-0
    Eu vou lá com você, mas só vejo aranha
    (Ok, Ok, o texto está genial:=c)
    hahahahah
    beijos
    Sahlon e Axe!
    M.

  18. Eduardo says:

    Meg, já somos, na minha conta, muito, mais muito mais do que treze! Bjs

  19. Allan says:

    Delícia poder voltar a ler você. Delícia maior descobrir-te em forma.

    Beijocas.

  20. gugala says:

    AltGr³——>simples.

  21. Maria Elisa Guimaraes says:

    Allan:
    Vou ser Curta e delicada:=c)))

    “Agradeço à minha mãe, meu Pai ..ei, ei, iso era meu acceptance speech do Oscar…”
    Começando de novo:
    Curta e finíssima: Um dos maiores e melhores presentes é sua vinda aqui. Seu apoio. E mais: quero ver no seu blog mais literatura&gastronomia.
    Falei!
    Beijo e obrigadíssima por suas boas palavras, Allan
    M

  22. Maria Elisa Guimaraes says:

    Edu, eu acho que não, ainda. O Boczon nem pasa aqui, mas deixa a consciência dele doer:-) quando eu colocar uma música e um poema do João Cabral. Deixa ele.

    Estou feliz, felicíssima com meus rapazes (já dá pra fazer uma plantação) e minhas meninas.

    Guga, sabe o Colombo, Cristóforo?
    Pois é meu querido arquiteto, depois que ensinou, ficou simples e fácil:-)
    A0³ 0³ A0³ 0³A0³ 0³ A0³ 0³ …ó lá tô feríssima em cubo ao cubo:-)
    beijões .

  23. Meg, estou com dificuldades de postar comentários mas tenho vindo todos os dias. Depois que instalei o firefox, todos os blogs hospedados no wp acontece isso.
    Mas agora entro com o perfil de minha esposa a Aninha( http://omeujeitodeser.blogspot.com )
    ) e driblo o wp.
    O Millor é mesmo gênio, fica até redundante dizer isso.
    Um beijo
    )ps: estás linkada no perplexoinside, viu?)

    RESPOSTA
    Walter, meu querido e Aninha também , pois quero ir lá e
    vê-la por aqui:

    Olha, não é dificuldade não.
    Sabes o que é , alguma coisa faz com que teus comentários sejam considerados Spam.
    Foi você e o Cesar Miranda, Felizmente vi a tempo.

    Mas o perplexo já está aí no meu ladinho;-) óóóó!!!!!!
    beijão para o casal;-)

  24. denise says:

    Meg, querida,
    Já estás linkadinha lá no Sturm und drang!
    beijo,menina

  25. Meg, aqui estou.
    Já tinha vindo outras vezes, lia as vezes até com o Valter mesmo, seus posts.
    Olha que linda frase, e verdadeira do Millôr:

    Tudo que vai e volta, permanece.
    Tudo que vai pra sempre, preenche uma lacuna em algum lugar

    Assim é o amor, voce dá, recebe, e ele permanece.
    Tudo que vai prá sempre, preenche uma lacuna, sem esquecer que também deixa uma lacuna a ser preenchida.
    Quando gosto de um lugar, e principalmente de alguém, viro freguesa assídua.
    Me aguarde.
    Um beijo

  26. Lou says:

    Adorei ouvir a Brigitte cantando Maria Ninguém!… Já não me lembrava…
    E a resposta do Millôr…evidencia mesmo a complexidade evidente das Coisas…?

  27. nora borges says:

    Belísssimos presentes, Meg.
    Octávio Paz, o melhor.
    Fiquei feliz de ver sua sala tao cheia!

  28. Maria Elisa Guimaraes says:

    Aninha:
    seja sempre bem-vinda, volte sempre, em suma vire freguesa mesmo e, principalmente, reclame quando não gostar. Faça sugestões, fico grata.
    Acho que o valor do comentário é esse o feedback
    E venha com o seu BEM;-)))

    Beijo
    M.

  29. Maria Elisa Guimaraes says:

    Nora, querida, sabe o que é, a metade da sala, quem enche sou eu.

    Os comentários são tão interessantes que não resisto a responder com outro:-)

    Olhe o seu: Adoro Octavio Paz e acho-o excenlente Poeta e excelente crítico.
    Coisa difícil de juntar,
    ====
    Lou, minha querida, obrigada, você voltou, fico feliz. Muito e te agradeço por isso.
    Pois é, quem diria a Brigitte! Sabe o que é ? ela namorou um brasileiro, o Bob Zagury há 376 anos trás, ninguém era nascido ainda:-) e ele a levou para a praia de Búzios e aí voc~e já viu… até cantou em brasileiro:-), que aquilo não é português.
    Beijos.

  30. And Carlos Lyra? Does he get no credit?
    Welcome back!

    A tisket, a tasket,
    D.

  31. Maria Elisa Guimaraes says:

    Ops!
    Shalom! Daniella
    Antes de mais, que bom vê-la por aqui. Awesome!
    E obrigada pelo reparo, uma vez que falei sobre um assunto no qual vc é expert: a Música Brasileira.
    Logo em uma música de João Gilberto.

    Vou já já retificar:-)

    Bendito erro, que me deu 3 presentes: sua visita, que me honra, sua acurácia que imediatamente me faz reconhecer a falta, e last but not least, seus votos de boas-vindas.

    Valeu, D.

    Um beijão
    Meg

  32. In fact, “Maria Ninguém” is Carlos Lyra’s alone. However, your mention of João Gilberto is right on. Although he had nothing to do with writing this song, he certainly made it his own.

    It was largely thanks to João’s recording of “Maria Ninguém” that I became interested in Brazilian music in the first place. This song rotated in my head for years and years until the era of the CD dawned and I could at last hear his complete recordings.

    The rest, as they say, is…

  33. Maria Elisa Guimaraes says:

    Didn’t you receive my email, D?

    I’m a dummie:-)

    De fato a interpretação de João Gilberto é que ficou marcante.
    E iria justamente marcar você.
    De-lovely!
    Mas sempre imaginei que fosse do J. Gilberto também, strito sensu
    Could you tell me (or tell us) what does “A tisket, a tasket,” means?
    Beijo
    M.

  34. Não recebi nenhum e-mail de você. Não uso mais o endereço de brazzil.com.

    Eis uma lembrança da saudosa Ella Fitzgerald, que adaptou este motivo popular.

    A-tisket, a-tasket
    A green and yellow basket
    I bought a basket for my mom
    And on the way I dropped it

    I dropped it, I dropped it
    Yes, on the way I dropped it
    A little girlie picked it up
    And put it in her pocket

    She was truckin’ on down the avenue
    Without a single thing to do
    She was peck-peck-peckin’ all around
    When she spied it on the ground

    A tisket, a-tasket
    She took my yellow basket
    And if she doesn’t bring it back
    I think that I shall die

  35. Maria Elisa Guimaraes says:

    Dearest D.
    Awesome!
    É uma canção de ninar, parce, ou para crianças, não é?
    A lot of smooches:-)
    M.

  36. Pingback: Linda Oneil

%d blogueiros gostam disto: